quinta-feira, 3 de julho de 2014

Dicas para evitar picos de açúcar no sangue durante a Copa e a festa julina

Não ficar muito tempo sem comer e incluir fibras, proteínas e gorduras boas na dieta ajuda



   
Com tanta fartura e deliciosas opções durante a Copa do Mundo e as festas junina e julina é quase impossível resistir à tanta variedade. Com isso acabamos por exagerar no prato e nos petiscos, fazendo com que as taxas de açúcar no sangue fiquem perigosamente altas. 
Para controlar e prevenir o aumento da glicose no sangue, alimentar-se bem é essencial e o modo de comer, faz toda a diferença. 
Quando nos alimentamos, no processo de digestão, o corpo transforma o alimento em glicose, e depois a lança na corrente sanguínea, para servir como combustível e se, ao nos descontrolarmos e abusarmos de alimentos com excesso de açúcar, carboidratos refinados e gordura, acabamos por produzir combustível em demasia, fazendo com que ocorra um acúmulo de açúcar na corrente sanguínea. 
Para estabilizar a glicose em níveis normais, o pâncreas trabalha dobrado e com o tempo, por mais que se esforce, seu trabalho já não é suficiente, desencadeando assim um quadro denominado resistência à insulina e, por fim, a diabetes. 

Saúde e equilíbrio

Com algumas dicas, selecionadas especialmente para a ocasião, você evitará os picos de açúcar no sangue, sem ter que passar pelos altos e baixos da glicose no sangue e ainda manter o peso estável, sem passar fome e sem ter que se privar do prazer e da companhia dos amigos: 
  • Não chegue para a festa ou para ver o jogo de estômago vazio, ficar muito tempo sem se alimentar vai fazer com que você deixe de lado o poder da escolha, comendo o que vier pela frente. O correto é checar as opções disponíveis e escolher as mais saudáveis.
  • Prefira alimentos ricos em fibras, entre eles pães integrais, que ajudam a controlar as taxas de açúcar e aumentam a sensação de saciedade.
  • Ao ingerir um alimento com alto teor de carboidrato, açúcar ou gordura, tente ingerir conjuntamente uma boa fonte de proteína, como amendoim, pinhão ou carne magra. A dica é mesclar carboidrato, proteína, fibras e boa gordura evitando os picos de glicemia.
  • Fique atento não só na qualidade nutricional dos alimentos, prove um pouco de tudo mas não exagere na quantidade e evite os alimentos muito doces ou gordurosos.
  • Opte sempre que possível pelas versões diets ou lights, mas também não exagere.
  • É comum nessas festividades o consumo de bebidas alcoólicas , que em doses pequenas, tem efeito antioxidante ,mas é sempre bom lembrar que o consumo de álcool em excesso é bastante prejudicial, portanto não exagere na dose e não beba de estômago vazio.
  • Montar um prato, com boas escolhas e diversidade evitará que você coma mais sem perceber, servir- se diretamente das travessas da mesa vai fazer você comer mais, assim, logo que for possível, monte seu prato e coma devagar, saboreando com calma os alimentos.
  • Procure se alimentar normalmente, não pense em deixar para extrapolar na hora da festa. Coma com moderação.

terça-feira, 1 de julho de 2014


Desequilíbrio da flora intestinal afeta digestão e sistema imunológico
Entenda os sintomas de disbiose e como prevenir e tratar o problema



A ingestão de alimentos refinados, ricos em gordura e açúcar ou então industrializados contribui para uma série de problemas: ganho de peso, resistência baixa, cansaço, pele opaca e um sério desequilíbrio da flora intestinal chamado disbiose. A boa notícia é que a solução pode estar em seu prato! Afinal, diz o ditado popular que você é aquilo que come. 

Uma pesquisa realizada no Reino Unido descobriu que, das doenças detectadas e diagnosticadas a cada ano, ao menos quatro são ocasionadas e relacionadas ao estilo de vida, como sedentarismo, má alimentação, obesidade, tabagismo e alcoolismo. Saber que quase metade das doenças - 45% nos homens e 40% nas mulheres - poderia ser prevenida faz com que alimentos saudáveis como frutas, cereais, peixes e legumes sejam colocados sob a mira do microscópio e estudados atentamente. 

Com isso, diversos estudos descobriram que substâncias encontradas nos vegetais verde-escuros, frutas, verduras, peixes, óleos vegetais e cereais ajudam a prevenir, tratar e evitar o desenvolvimento de certas doenças. No entanto, o organismo deve estar preparado para receber esses nutrientes, e qualquer dificuldade da digestão e absorção destes pode causar sérios prejuízos ao organismo. Entenda melhor como isso pode acontecer:

Como nosso corpo absorve as vitaminas

É no intestino, já no fim da digestão, que é feita a síntese de algumas vitaminas (vitamina K e vitaminas do complexo B), importantíssimas para o bom funcionamento de nosso corpo e para a produção de energia. O intestino possui dez vezes mais bactérias e cem vezes mais material genético do que o número total de células do organismo, com funções de extrema importância. Uma flora intestinal equilibrada é capaz melhorar não só a digestão, como também a regulação do nosso sistema imunológico.

Quando ocorre um desequilíbrio entre as bactérias do intestino, acontece um fenômeno denominado disbiose, que ocorre quando há um predomínio de micro-organismos maléficos sobre os benéficos no órgão. Entre as possíveis causas da disbiose estão uma alimentação desbalanceada e rica em carboidratos refinados, açúcares, gorduras saturadas e baixa ingestão de fibras; ingestão excessiva de agrotóxicos; automedicação e uso elevado de antibióticos, anti-inflamatórios e antiácidos; e uso abusivo do álcool e do cigarro. A disbiose é um problema complexo, com diversas manifestações que precisam ser acompanhadas para não comprometer a qualidade de vida.

A presença de sintomas como indigestão, distensão abdominal, flatulência, obstipação e diarreia, especialmente após as refeições, indicam a necessidade de ficar atento ao equilíbrio da flora intestinal. Um intestino desequilibrado não é capaz de absorver de forma controlada e seletiva medicamentos ou suplementos nutricionais. Por conta disso, é necessário diagnosticar e tratar problemas da flora intestinal adequadamente, para que nosso corpo possa aproveitar os benefícios de uma alimentação repleta de nutrientes.

Como prevenir e tratar a disbiose

Para reestabelecermos a saúde da flora intestinal é preciso promover mudanças reais no estilo de vida, diminuindo os fatores estressantes e incluindo em seu dia a dia uma dieta balanceada, com alimentos que promovem a saúde, como os chamados alimentos funcionais e os probióticos.

O que evitar?


Alimentos ricos em gordura
Alimentos industrializados
Alimentos refinados e ricos em açúcar
Uso indiscriminado de alguns medicamentos, como antibióticos e laxantes
Álcool
Tabagismo

No que investir?

- Legumes, verduras e frutas (frescas e orgânicas)
- Alimentos ricos em frutooligosacárides e inulina, encontrados nas fibras e cereais. 
- Probióticos (alimentos enriquecidos com bactérias benéficas à flora intestinal, como iogurtes) 
- Atividade física
- Aumento da ingestão de água 
Dr Roberto Navarro
 



 

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Copa e festa junina : fique de olho em seu controle glicêmico




Com tanta fartura e deliciosas opções ,típicas dessa época  é quase impossível resistir a tanta variedade e com isso acabamos por exagerar no prato e nos petiscos, fazendo com que as taxas de açúcar no sangue  fiquem perigosamente altas.
Para controlar e prevenir o aumento da glicose no sangue, alimentar- se bem é essencial e o modo de comer , faz toda a diferença.

Quando nos  alimentamos, no processo de digestão, o corpo transforma o alimento em glicose, e depois a lança na corrente sangüínea , para servir como " combustível" e se , ao nos descontrolarmos e abusarmos de alimentos com excesso de açúcar, carboidratos refinados e gordura, acabamos por produzir " combustível" em demasia ,ficando com acúmulo de açúcar na corrente sangüínea
Para estabilizar a glicose em níveis normais, o pâncreas trabalha dobrado e com o tempo, por mais que se esforce , seu trabalho já não é suficiente , desencadeando assim um quadro denominado " resistência a insulina" e por fim a diabetes.

Saúde e equilíbrio

Com algumas dicas, selecionadas especialmente para a ocasião,você evitará os picos de açúcar no sangue , sem ter que passar pelos altos e baixos da glicose no sangue e ainda manter o peso estável, sem passar fome e sem ter que se privar  do prazer e da companhia dos amigos:
Veja as dicas:
1- Não chegue de estômago vazio , ficar muito tempo sem se alimentar vai fazer com que você deixe de lado o poder da escolha , comendo o que vier pela frente.
O correto é checar as opções disponíveis e escolher as mais saudáveis.

2- prefira alimentos ricos em fibras, entre eles pães integrais, que ajudam a controlar as taxas de açúcar  e aumentam a sensação de saciedade.

3- Ao ingerir um alimento com alto teor de carboidrato, açúcar ou gordura, tente ingerir conjuntamente uma boa fonte de proteína, como amendoim, pinhão ou carne magra_ 
A dica é mesclar carboidrato, proteína,fibras  e boa gordura evitando os picos de glicemia.

4-Fique atento não só na qualidade  nutricional dos alimentos, prove um pouco de tudo mas não exagere na quantidade e evite os alimentos muito doces ou gordurosos.

5-Opte sempre que possível pelas versões diets ou lights, mas também não exagere.

6- É comum nessas festividades o consumo de bebidas alcoólicas , que em doses pequenas, tem efeito antioxidante ,mas é sempre bom lembrar de que o consumo de álcool em excesso é bastante prejudicial, portanto não exagere na dose e não beba de estômago vazio.

7- Montar um prato , com boas escolhas e diversidade evitará que você coma mais sem perceber, servir- se diretamente das travessas da mesa vai fazer você comer mais, assim, logo que  for possível, monte seu prato e coma devagar, saboreando com calma os alimentos.
8-procure se alimentar normalmente, não pense em deixar para " extrapolar" na hora da festa.
Coma com moderação 
Dr Roberto Navarro
Clinico Geral e Nutrologo